controlar minha vida financeira

Aprendendo a controlar minha vida financeira

Quantas vezes você já pensou que precisa começar a controlar minha vida financeira?

Um dos maiores problemas que a maior parte das pessoas enfrenta é alcançar o final do mês e o salário já ter sumido por completo, não importa se por questões de dívidas ou pelos gastos desnecessários em comparação aos rendimentos.

Afiliado jivochat

Seja como for, um orçamento apertado sempre acaba trazendo problemas para qualquer pessoa e aprender a controlar a vida financeira é algo essencial.

A falta de controle sobre suas finanças se dá por uma série de ações que são incorretas, o que é ocasionado pela falta de educação financeira, um assunto que cada vez mais começa a ser difundido entre a população.

Para ajudar você a ter um maior controle financeiro, trouxemos aqui esse artigo contendo dicas importantes que irão te auxiliar muito nesse campo da sua vida.

Vamos lá!

Entenda o que está acontecendo agora com suas finanças

Para você que deseja aprender a controlar a minha vida financeira, o primeiro passo é entender o que está acontecendo neste momento com as suas finanças.

O momento atual das suas finanças pode causar medo, dependendo qual seja a sua situação, e quando você começa a perceber que tem muitas dívidas, essa percepção piora bastante.

Seja por conta dos cartões de crédito ou do cheque especial, ou mesmo financiamentos que você requisitou em bancos.

Lembre-se: todas as decisões que tomamos hoje, influenciam o dia de amanhã.

Tudo isso pode ocasionar sérios problemas financeiros que se tornam difíceis de serem contornados.

O fato é que não importa qual seja a sua situação atual, o mais importante é que você pare para verificar e entender tudo o que está acontecendo com a sua vida financeira, coloque tudo no papel.

Isso significa definir quais são os seus rendimentos mensais e quanto eles somam, bem como as suas despesas, fixas e variáveis, e ainda as dívidas que possui e que precisa quitar.

Quando for escrever as suas dívidas, coloque sempre os valores atuais que estão sendo cobrados, incluindo as multas e os juros, e não a dívida inicial, pois ela vai aumentando com o tempo e isso pode trazer problemas na sua organização.

Leia também:

Crie metas que sejam realistas

Um ponto importante a respeito de como controlar a vida financeira é que você crie metas, mas mais do que isso, crie metas que sejam realistas.

Essas metas devem ser criadas logo depois de você ter anotado todos os seus rendimentos e gastos, e feito uma análise deles, para conseguir organizar de vez as suas finanças.

Um erro comum, por exemplo, é as pessoas que desejam começar a economizar 50% dos seus rendimentos de um dia para o outro, algo praticamente impossível, ainda mais considerando o fato de você ter dívidas.

Você precisará investir uma parte desse valor para quitar as dívidas existentes, além da questão do lazer e das contas fixas, e administrar tudo isso de maneira consciente para não se privar de nada e evitar qualquer frustração.

Portanto, crie metas que você consiga cumprir para não se frustrar e não deixar de lado o controle financeiro.

Ter metas que se possa cumprir é muito importante. Façamos uma analogia.

Por que muitas pessoas ao final do ano traçam metas, tais como: irei perder 10 quilos no próximo ano ou irei deixar de consumir açucar e, chega no final do próximo ano e percebem que não fizeram nada do que estabeleceram?

Porque muitas pessoas pensam:

  • Amanhã começo ou,
  • Se não for completo melhor não fazer tal coisa…
  • Ou, em alguns casos, traçaram metas inalcançáveis para aquele momento.

Portanto, é melhor dividir seus objetivos em pequenas metas, e metas que sejam realistas e alcançáveis, pois isso tem um poder psicológico muito grande.

Invista em sua educação financeira

A educação financeira é um tema que fica cada vez mais em evidência aqui no Brasil, à medida que as pessoas vão falando mais sobre esse conhecimento que não é ensinado nas escolas.

Como não há esse estudo ainda na idade escolar, a maioria dos brasileiros nunca vai ver nada sobre educação financeira e possui, além de uma má relação com o dinheiro, falta de entendimento sobre como utilizá-lo diariamente.

Portanto, começar a lidar com as suas finanças pessoais pode não ser uma coisa simples, basta um deslize, por menor que seja, para que você se endivide.

Quanto mais você obter conhecimento sobre educação financeira, investindo nesse estudo, maior vai ser o controle obtido com as suas finanças.

Hoje em dia, você consegue encontrar vários profissionais que são especialistas em educação financeira e que desejam ajudar as pessoas na internet, de modo que você vai poder aprender a como controlar a vida financeira.

Esse conhecimento passado por eles vai desde o controle das suas finanças pessoais até a melhor forma de realizar investimentos para mudar a sua vida.

Evite aqueles gastos supérfluos e desnecessários

Um dos maiores problemas de que não consegue controlar a vida financeira, sem nenhuma dúvida, é a dificuldade com os gastos supérfluos e desnecessários.

O corte desses gastos fará com que o seu dinheiro possa durar mais e ser investido em coisas que impactem sua finança, tais como quitação de dívidas e criação de uma reserva financeira.

É por isso que conhecer seus gastos e saber para onde o seu dinheiro está indo se torna algo essencial, pois muitas vezes os pequenos hábitos, como o cafezinho diário e comprar salgado para o lanche, vão gerar grandes prejuízos.

Você deve ficar de olho, então, para poder cortar do seu hábito de consumo tudo aquilo que é desnecessário e que não vale a pena, o que você pode viver sem, evitando também as compras feitas por impulso.

Quite todas as dívidas o quanto antes

Um dos maiores problemas na vida dos brasileiros é o acúmulo de dívidas e quanto mais você deixa que elas cresçam, mais isso vai agravando o prejuízo à sua vida financeira e tornando difícil de quitar todas elas.

As multas e os juros que vão acumulando-se pela falta de pagamento são exorbitantes e tornam o valor final ainda maior, o que é um problema enorme.

Você então deve planejar-se para que possa conseguir pagar as suas dívidas o mais rápido possível, para diminuir os custos mensais e assim começar a usar o seu dinheiro para fazer investimentos e criar uma reserva de emergência.

O problema das pessoas que estão pensando em controlar melhor a sua vida financeira é deixar as dívidas para depois e tentar alcançar bons resultados sem desfazer delas, o que é um enorme erro que você não deve cometer.

Fazer um melhor controle das entradas e saídas mensais

Essa é uma dica imprescindível e que você não pode deixar de lado, afinal, ao contrário do que muitas pessoas imaginam, não são apenas as empresas que devem preocupar-se com as entradas e saídas.

Você deve ter um controle sobre o que está entrando em sua conta, ou seja, quais são seus rendimentos, tais como salário, renda extra e rendimentos dos investimentos.

Além disso, é preciso foco para entender quais são as saídas que tem no mesmo, como as despesas fixas, como é o caso de aluguel, energia e internet, e aquelas variáveis, como comer fora, idas a shoppings e cinemas, etc.

É esse controle que irá permitir que você possa realizar o corte dos gastos supérfluos, como é o caso de ir ao cinema toda semana ou fazer um happy hour com os seus amigos a cada sexta-feira, o que vai lhe economizar dinheiro.

Faça sempre o seu planejamento financeiro

Não adianta nada você tentar aprender a como controlar minha vida financeira sem realizar um ótimo planejamento.

Por mais que você coloque no papel entradas e saídas e quite dívidas, sem ter um plano a seguir o problema irá acabar voltando no futuro.

Uma forma de conseguir planejar-se bem é pela regra do 50-35-15, para que você possa definir como irá usar o seu dinheiro mensalmente.

Quando você usa essa regra, então irá separar sua renda do mês da seguinte forma:

  • 50% do seu rendimento mensal deve ir para seus gastos essenciais, como as contas fixas, custos com saúde e estudos, etc.
  • 35% do seu rendimento deve ir para o lazer, como comer fora de casa, ir ao cinema, fazer viagens curtas
  • 15% do seu rendimento mensal deve ir para investimentos (ou, inicialmente, pagar as suas dívidas)

É possível ainda que você adapte essa regra reduzindo ou aumentando gastos em cada categoria, de acordo com as necessidades, mas sempre manter os 50% do salário para os gastos essenciais.

Faça investimentos sempre que possível

Um outro ponto importante para que você possa conseguir alcançar o sonho de controlar minha vida financeira é realizar investimentos.

O ato de investir vem se tornando mais comum entre os brasileiros, mas ainda há muitos que acreditam que esse é um mundo irreal, no qual basta investir e já vão tornar-se milionários.

Antes de você começar a realizar investimentos, é importante quitar todas as suas dívidas, para assim ter recursos suficientes para fazer novas aplicações em ativos financeiros.

Depois, tenha em mente que você poderá enriquecer sim com investimentos, mas desde que estude e se esforce para tomar decisões certas e não apenas colocar seu dinheiro e torcer para ter ótimos rendimentos.

Conclusão

Como você viu, muitas pessoas, a maior parte delas, sonha em conseguir ter um ótimo controle sobre suas finanças, mas não sabem como fazer isso.

Neste texto, você conheceu mais a respeito das dicas de como conseguir um bom controle financeiro, seja entendendo seus gastos, planejando a quitação de dívidas, estudando sobre finanças e ainda investindo.

Gostou do artigo de hoje sobre aprenda a controlar minha vida financeira?

Systeme.io

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.