Seguro viagem viagem

Seguro viagem é obrigatório? Entenda como funciona

Seguro Viagem é um serviço de assistência médica cuja principal função é garantir que os clientes tenham atendimento quando estão fora de suas cidades/ estados ou países.

Esse é um serviço preventivo, ou seja, não necessariamente você vai utilizar o seguro quando estiver viajando – e torcemos para que não seja necessário, mesmo.

Ainda assim, se trata de uma contratação essencial e, em alguns casos, obrigatória para o viajante.

Hoje você entenderá como funciona o seguro-viagem, quais são as suas funcionalidades e principalmente em que ocasiões ele é obrigatório ou facultativo. Leia até o final para tirar todas as suas dúvidas.

Entendendo o Seguro Viagem

A maioria das pessoas julga extremamente importante a contratação de um convênio médico. Seja pelas facilidades oferecidas ou pela própria qualidade dos serviços particulares, há quem não abra mão disso.

No entanto, os convênios delimitam os seus atendimentos por território. Geralmente eles possuem cobertura estadual ou nacional, o que significa que se você estiver fora do país não poderá contar com esse atendimento.

Nesse caso entra em vigor o seguro viagem. Ele serve justamente como um seguro que visa prestar atendimento quando o contratante está viajando para fora de seu estado ou país.

Período de contratação

Diferentemente de um convênio médico ou de um seguro de carro, porém, o seguro viagem tem duração equivalente ao seu deslocamento, ou seja, ao período que você ficará longe de casa. Ele deve cobrir todo esse período para garantir a devida proteção.

Cobertura básica de um seguro viagem

Diferentemente do que muita gente pensa, o seguro viagem não existe apenas para prestar atendimento médico. Ele também oferece ajuda para os contratantes em outros imprevistos.

A Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), órgão responsável por regulamentar as seguradoras no Brasil, definiu alguns serviços como fundamentais, e que devem ser prestados pelas seguradoras em caso de seguro viagem. São eles:

Despesas médico-hospitalares (DMH) e/ou odontológicas

Considerado o item mais importante de um seguro viagem, essa assistência garante ao assegurado que ele obtenha atendimento médico quando estiver em viagem.

O grau de complexidade coberto pelo seguro pode variar, indo de atendimentos rotineiros a internações, parto e procedimentos complexos.

Também existe cobertura odontológica que prevê atendimento em casos de acidente ou doenças súbitas que acometam os dentes causando dores ou constrangimento.

Regresso sanitário ou repatriação

Nesse caso a seguradora pode ser acionada quando há necessidade de regresso imediato ao país e que não possa ser feito de forma tradicional.

A seguradora, respeitando o valor de contratação do serviço, cuidará dos procedimentos de retorno.

Traslado médico

Caso o cliente precise ser transferido de um hospital para outro, por exemplo, a seguradora arca com o traslado médico.

Essa cobertura está diretamente relacionada a cobertura básica de Despesas Médicas, Hospitalares e/ou Odontológicas.

Morte em viagem e traslado do corpo

Em caso de falecimento, a apólice do seguro viagem pode prever pagamento de indenização para um ou mais beneficiários. Essa cobertura pode incluir somente morte acidental ou também mortes por causas naturais.

Também existem coberturas que realizam o traslado do corpo, ou seja, direcionam o corpo para seu país Natal sem cobrança de custos adicionais – esse é um serviço que, se contratado particularmente pode custar uma verdadeira fortuna.

Invalidez permanente total ou parcial por acidente durante viagem

Por fim, o seguro viagem também pode garantir uma indenização caso o segurado sofra algum acidente durante viagem que leve a invalidez parcial ou total e permanente.

Serviços adicionais que podem conter no seu seguro viagem

Embora essa lista mostre os serviços básicos e essenciais de um seguro viagem, existem outros atendimentos que muitas vezes são adicionados para que os clientes se sintam ainda mais protegidos. Veja alguns deles:

Seguro para bagagens

Um dos serviços que costuma chamar bastante a atenção dos viajantes é o seguro bagagem. Ele serve para auxiliar caso ocorra a situação mais temida pelos turistas: o extravio de bagagem.

Além de prestar suporte na própria localização da mala, o seguro pode garantir alguns auxílios, como um valor emergencial para obtenção de itens básicos e até ressarcimento considerando o peso médio da bagagem caso não seja encontrada.

Cancelamento de viagem

Há também um serviço adicional que geralmente pode ser contratado para casos de cancelamento de viagem. Nesse caso a seguradora ressarce valores que podem ser perdidos com o cancelamento ou atraso, como pacotes e entradas turísticos e reservas em hotéis.

Serviços não cobertos

Além de conhecer os serviços básicos e adicionais de um seguro viagem é muito importante saber que algumas coisas não são inclusas nesse tipo de atendimento.

Esportes radicais e situações de risco

O segurado precisa checar antecipadamente se o seguro presta algum atendimento em caso de esportes radicais e práticas consideradas de alto risco. Em geral as empresas não garantem atendimento para isso.

Porém, existem serviços que são destinados exclusivamente a esse tipo de atividade e incluem, por exemplo, remoção por helicóptero. Claro que são seguros com valores bem mais altos.

Também existem ressalvas para fenômenos naturais como tsunamis ou furacões e tornados. É importante analisar criteriosamente, caso você esteja de viagem marcada para uma região com esses riscos, se o seguro presta algum suporte nessas circunstâncias.

Seguro viagem internacional

O seguro viagem internacional possui algumas obrigatoriedades. Existe um valor mínimo a ser contratado, como é o caso dos países que fazem parte do Tratado de Schengen. Eles exigem uma cobertura de no mínimo 30.000 euros.

Esse é o valor considerado ideal para que o viajante tenha suporte adequado caso aconteça algum imprevisto. Mas, não se preocupe. Isso não quer dizer que você precisa pagar 30 mil euros para obter o serviço de cobertura.

Os seguros viagem costumam custar entre 100 e 200 reais. O valor de 30 mil euros refere-se a cobertura máxima prevista em apólice, ou seja, o valor que a seguradora pode cobrir se você precisar de ajuda.

Obrigatoriedade do seguro

Nem sempre o seguro viagem é obrigatório. Existem muitos países em que não há qualquer exigência com relação a isso. No entanto, há alguns em que isso e conferido, sim, no processo de imigração e a ausência de um seguro com valor previsto no país pode ser impeditivo para entrada do viajante.

É o que ocorre nos países que compõem o Tratado de Schengen que citamos anteriormente. Os países são:

  • Alemanha
  • Áustria
  • Bélgica
  • Dinamarca
  • Eslováquia
  • Eslovénia
  • Espanha
  • Estónia
  • Finlândia
  • França
  • Grécia
  • Hungria
  • Islândia
  • Itália
  • Letónia
  • Liechtenstein
  • Lituânia
  • Luxemburgo
  • Malta
  • Noruega
  • Países Baixos
  • Polónia
  • Portugal
  • República Checa
  • Suécia
  • Suíça

Já nos Estados Unidos, um dos destinos mais procurados pelos brasileiros, não existe essa exigência.

Entretanto, o país não conta com qualquer serviço de atendimento público em que estrangeiros consigam se consultar, por exemplo.

Ou seja, se você precisar de um médico, seja para algo simples ou complexo, terá de desembolsar um bom dinheiro – em dólares – para qualquer suporte. Portanto, o seguro com certeza é uma boa ideia para não ter esse custo imprevisível.

Dicas para contratar seguro viagem

  • Pesquise por empresas de qualidade e procure informações sobre a reputação da marca entre os consumidores;
  • Leia atentamente o contrato antes de fechar negócio;
  • Tire todas as suas dúvidas sobre cobertura;
  • Não minta ou omita condições de saúde ou riscos da viagem. Seja honesto para que a empresa lhe apresente a melhor proposta de cobertura;
  • Mantenha os dados de contato da seguradora sempre em mãos para facilitar o acionamento se necessário;
  • Descubra se a operadora possui atendimento em português e meios de contato além do telefônico para o caso de uma emergência.

Conheça a Ciclic Seguros

Como você viu, ainda que não seja obrigatório em todos os destinos o seguro viagem é muito importante. Afinal, depois de planejar a sua viagem com todos os detalhes você não quer dar mole para o destino e deixar que algum acidente interrompa o passeio.

Na Ciclic Seguros você encontra o seguro viagem ideal. Basta acessar o site clicando aqui para cotar o seu seguro informando dados simples como destino e tempo de permanência.

Além disso, a empresa oferece outros tipos de seguros como para telefone celular e seguro PET. Tudo de forma muito simples e segura, com procedimentos pouco burocráticos e contratação transparente como o consumidor gosta.

Com Seguro viagem eu não preciso ter reserva financeira?

É importante explicar que o seguro viagem na maioria das vezes trabalha com o sistema de reembolso. Ou seja, se houver algum imprevisto o segurado deve arcar com os custos e solicitar o reembolso que costuma acontecer de forma bem ágil.

Mas, essa regra pode sofrer alterações em alguns casos. Sendo assim, a melhor coisa a fazer é sempre buscar tirar todas as suas dúvidas diretamente com a seguradora.

Descubra quais são as condições e também a melhor forma de obter o atendimento se você precisar.

O mais importante é compreender que o seguro viagem é uma contratação preventiva essencial.

Por isso, não deixe de incluí-lo em seu orçamento na hora de planejar o seu próximo destino.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.